Like + ing – Como e Quando Usar?

O verbo like (gostar) é um verbo muito utilizado e seu significado pode variar dependendo da maneira que for usado. Veja, neste artigo preparado por nós, do Sim para todos, como e quando usá-lo nas formas like + infinitive verb e like + verb + ing e nunca mais erre!

Like para se falar sobre atividades que gostamos

like-ing

 

Quando queremos usar o verbo like para nos referirmos a atividades de que gostamos, podemos usar tanto a forma “like + to” quanto “like + verb + ing”: ambas têm o mesmo significado e servem para o mesmo propósito.

No caso do LIKE + TO, devemos usar o segundo verbo na sua foram do infinitivo (to listen, to read, to write etc.). Observe:

  • I like to read books;
  • I like to write.

Já no segundo caso, usamos o verbo na forma continuous (verb + ing). No inglês britânico, essa é a forma mais utilizada. Observe:

  • I like reading books;
  • I like writing.

Dependendo do significado que você quer transmitir, entretanto, a escolha pode variar, como veremos agora.

Like + infinitive (like + to + verb)

Devemos usar o like + infinitive quando:

  • Queremos nos referir a ações que gostamos de realizar, isto é, de colocá-las em prática: I like to sing.

Nesse exemplo, a pessoa não está apenas dizendo que gosta da ação de cantar (que admira quem cante), mas também que gosta de realizar a ação em questão.

  • Queremos nos referir a hábitos, costumes e preferências. Pode ser usado para falar tanto de suas próprias preferências quanto de costumes e hábitos de determinados grupos. Isso não significa necessariamente que a pessoa gosta do que faz, apenas que faz parte de seus costumes.
    • I like to sleep early;
    • In Germany, people like to work.

Reforçando: em ambos os exemplos, não necessariamente significa que a pessoa em questão gosta do que faz: pode se tratar apenas de um hábito.

Like + verb + ing

Devemos usar o like + verb + ing quando:

  • Queremos nos referir a ações que gostamos, de maneira geral, mas que não necessariamente gostamos de realizar por conta própria: I like singing.

Nesse exemplo, a pessoa pode estar tanto querendo dizer que gosta da ação de cantar (que admira quem a faça), como que talvez goste de realizá-la por si mesma. Difere-se do “I like to sing” porque, nele, é certo que a pessoa gosta de realizar a ação.

  • Queremos nos referir a estados e situações atuais, ainda em vigor: I like having a cat; I like being Brazilian; I like being a writer.

Em todos esses exemplos, a pessoa em questão está se referindo a situações ou estados que ela gosta e que ainda são verdade, ou seja, que ainda estão ocorrendo no momento em que ela as pronunciou. No primeiro exemplo, a pessoa quem pronunciou não apenas gosta de ter um gato: ela tem um.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *