Filmes para aprender inglês: 6 dicas imperdíveis para aprimorar a linguagem

Uma das mais úteis ferramentas para o aprendizado de uma língua estrangeira é o conteúdo audiovisual. Afinal, línguas são não só escritas como também – e talvez principalmente – faladas. Ouvir as pronúncias das palavras, como elas soam juntas e como são os sotaques de uma língua é inestimável para o estudante.

Outra vantagem do uso de meios audiovisuais é que uma história interessante e bem interpretada pode tornar memoráveis – inesquecíveis até – as lições aprendidas. E Hollywood, claro, não desaponta. A seguir, estão mencionados alguns filmes que podem interessar a quem quer aperfeiçoar seu inglês e se encantar ao mesmo tempo.

1 – Casablanca

A clássica e definitiva história de amor do cinema foi filmada em 1942, durante o auge da máquina de guerra dos nazistas, quando quase toda Europa estava dominada pelos alemães e seus aliados. A França estava dividida entre território anexado pela Alemanha e um regime fantoche subserviente a Berlim. Em Casablanca, cidade de Marrocos, colônia francesa, Rick, um americano desencantado que afirma não se arriscar por ninguém, reencontra o amor de sua vida.

Cabe a Rick agora decidir se entregará ao atual companheiro dessa mulher, um destacado inimigo do Nazismo, o documento que lhe permitirá escapar de Casablanca e retomar a luta contra Hitler e se aceitará que seu amor deixe sua vida de novo – porque ela é necessária ao trabalho importante que o dissidente faz pela liberdade – ou se finalmente será feliz ao lado dela.

Muitas das frases do filme alcançaram merecida notoriedade – um tributo aos diálogos brilhantes da obra. Além disso, há a romântica e inolvidável canção “As The Time Goes By”. Outro ponto de especial interesse para o estudante de inglês é o contraste entre o modo de falar do americano Rick, interpretado pelo americano Humphrey Bogart e o inglês de seus colegas de cena, muitos deles europeus, alguns autênticos fugitivos do nazifascismo.

2 – The Social Network

Com roteiro escrito pelo mestre dos diálogos Aaron Sorkin (The West Wing, Steve Jobs, Moneyball entre outros créditos), é uma versão da criação do Facebook e da batalha pela autoria que se sucedeu. É uma chance de ver misturadas falas típicas de adolescentes – o Facebook começou no ambiente universitário e seus próprios criadores eram bastante jovens – e do mundo dos negócios. E, claro, o retrato do surgimento de uma das empresas que simbolizam as mudanças pelas quais passa o mundo moderno e a história de traição de uma amizade são de prender o fôlego.

3 – Titanic

O filme, que usa o célebre naufrágio do supostamente insubmergível Titanic como pano de fundo para a história de amor dos personagens vividos por Kate Winslet e Leonardo di Caprio, que são de mundos sociais muito diferentes e incompatíveis, arrecadou dinheiro como nenhum outro antes dele, arrebanhou estatuetas do Oscar com facilidade e arrasou corações adolescentes com seu final doloroso.

Para os interessados na língua inglesa, prestar atenção nas interações dos personagens e em como suas palavras são usadas para detalhar a condição social deles pode valer a pena. E, claro, há a frase mais famosa do filme: “I’m the king of the world”.

4 – Apollo 13

O Programa Apollo já tinha levado o homem à Lua para dar “um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade”. Os astronautas da missão Apollo 13, apesar do número que alguns consideram agourento, não tinham mais razão que quaisquer outras pessoas lançadas ao espaço em alta velocidade para temer por suas vidas. Um acidente, porém, acontece e, a partir daí, astronautas e controle da missão precisam trabalhar contra o tempo para salvar a vida dos astronautas.

Termos científicos, diálogos sobre o perigo que ronda os astronautas no espaço e a apreensão de seus entes queridos são apresentados de forma clara e emocionante. Vale a pena prestar atenção a cada palavra.

5 – Enemy at the Gates

Esse filme, chamado Círculo de Fogo no Brasil, usa a famosa Batalha de Stalingrado, decisiva para os rumos da Segunda Guerra Mundial, como pano de fundo para o duelo de vontades e astúcias entre dois brilhantes atiradores, um alemão e o outro soviético, e para o triângulo amoroso entre o atirador soviético, seu amigo, um comissário militar (responsável pela orientação e pela supervisão políticas das tropas) e uma das defensoras da cidade contra o avanço das tropas nazistas.

Interessantes são as intervenções do futuro líder soviético Khrushchev, que comanda a defesa da cidade e lembra a seus comandados que a cidade não pode ser abandonada porque “leva o nome do chefe (Stalin)” e tinha virado um símbolo da luta de vida ou morte entre nazistas e comunistas.

6 – Othello

Baseado na famosa tragédia Otelo (A Tragédia de Otelo, o Mouro de Veneza), esse filme de 1995 tem direção de Oliver Park e traz Irène Jacobno papel de Desdêmona, Kenneth Branaghno do intrigante Iago e ninguém menos que Laurence Fishburne (sim, o ator que se tornaria o Morpheus da franquia Matrix) no papel-título.

Os diálogos e monólogos seguem de perto o texto de Shakespeare e são uma bela introdução à obra de um autor que coroou a língua inglesa de glória e ocupa um lugar de especial no Olimpo das letras.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *