Black English: O que é? Quais os principais? Exemplos práticos para usar!

Assim como no Brasil, onde cada estado e região fala a língua portuguesa com certas especificidades, nos EUA, também,existem expressões e dialetos de determinada região ou, no caso do black english, de determinados grupos.

Black english é o inglês falado, tipicamente, pela cultura negra nos Estados Unidos, especialmente, como um dialeto urbano. Não se resume apenas a gírias, mas, também, a formas de pronúncia, estruturas sintáticas e vocabulário em geral.

Mas, atenção:o Black English não é uma forma errada ou pejorativa de falar inglês, mas sim uma das variantes da língua inglesa padrão, que fora desprezada pelos americanos com o passar dos anos.

Fazendo uma comparação com a nossa língua portuguesa, essa variante seria equivalente ao português falado no nordeste, que, também, é muito desprezado.

Como o Black english surgiu?

Na época da escravidão, os senhores de escravos (slave masters) obrigavam os negros a aprenderem a língua inglesa. Entretanto, como acontece quando se está aprendendo qualquer idioma, os africanos tinham dificuldade em assimilar regras e/ou certas palavras. E convenhamos que os slave masters não tinham uma predisposição e preocupação em ajudar a população negra.

black english

Foi daí que o black english surgiu: da necessidade dos negros aprenderem a língua inglesa, pois sem o acompanhamento necessário, acabavam misturando o inglês com regras e expressões da sua língua nativa.

Entretanto, foi com a explosão do hip hop -tendo como figuras centrais negros como 50 cent, Snoop Dogg, Dr. Dre, entre outros – que o dialeto negro ganhou maior visibilidade e passou a ser um pouco mais aceito na sociedade.

Entretanto, ainda hoje, há uma enorme discriminação.

Quem usa o Black english?

Como já dito, o blackenglish é predominante da população negra americana. Entretanto, nada importa que outras pessoas também usem alguns dialetos e expressões. Por exemplo, a famosa música de Kygo e Selena Gomez – It ain’t me (ain’t é significa “I am not” ou “is not”).

Entretanto, certas palavras devem ser totalmente evitadas, como a palavra nigga – especialmente se você for uma pessoa branca que a pronuncia – isto porque nigga refere-se a uma pessoa negra de modo pejorativo, que só pode ser utilizada por outra pessoa negra – do contrário, isso pode ser considerado preconceito racial.

Vou viajar para os Estados Unidos da América, posso usar?

A resposta é: depende! O black english, mesmo nos dias atuais, ainda é um tabu na comunidade americana.

Caso queira se sentir mais encaixado no ambiente para o qual está indo, ter algumas das expressões mais comuns na ponta da língua pode te ajudar.

Importante: não tente imitar tudo o que você vê em filmes ou séries (nada de tentar copiar a Rochelle de Every body hates Chris, ok?). Você pode acabar soando como um bobo, como se estivesse zombando dos negros.Use as expressões desejadas ou pronúncias de forma sutil!

Em que momento não devo usar o Black English?

Como dito, o black english ainda não é muito aceito, mesmo estando presente em músicas, séries famosas, filmes, etc. Assim, não é recomendado falar o black english em ambientes formais, como reuniões, entrevista de emprego, discursos, etc.(além de não usar termos considerados racistas).

dialeto em inglÊs

Exemplos de frases em black english

  1. Omitir o verbo tobe em alguns contextos.

Ex: Where you at? (where are you at?)

You okay? (Are you okay?)

  1. Omitir o “s” usado para He, She ou It.

Ex: He work (he works)

Shelike (she likes)

  1. Usar de outra forma o present perfect continuous (PPC).

O PPC é usado em situações em que uma atividade, que começou no passado, continua ocorrendo no presente.

Ex: estou estudando português desde 2007 (I have been studying portuguese since 2007).

No Black english, a frase acima seria “I bestudyin’ portuguese since 2007”.

  1. Uso de don’t para todas as pessoas.

Ex: He don’t look well (he doesn’t look well)

She don’t like you (She doesn’t like you)

Outras gírias próprias do Black English

  1. Gangsta para gangster;
  2. Bling para acessórios brilhantes, normalmente usados pelos rappers;
  3. Hater para uma pessoa que estraga prazeres;
  4. Old school para uma pessoa ou coisa “das antigas”;
  5. Bad, no black english, significa, também, “really beautiful”.

Por fim, tenha em mente que nenhum dialeto é mais correto do que outro. A única diferença é que alguns são mais socialmente favorecidos do que outros.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *