Palavras e expressões que você NUNCA deve falar nos Estados Unidos

Quando aprendemos um novo idioma entramos em contato com a história e cultura dos países falantes desta língua, é como descobrir um mundo novo. São tantas as novidades que às vezes por falta de informação ou experiência podemos cometer algumas gafes linguísticas passíveis de correção. No caso da língua inglesa falada em inúmeros países é preciso focar a atenção para o país será visitado.

Sendo assim, observaremos algumas palavras e expressões que não devem ser usadas nos Estados Unidos, país falante de inglês mais próximo do nosso Brasil e que recebe muitos brasileiros. As palavras e expressões a seguir, em sua maioria, não devem ser utilizadas por razões culturais e/ou históricas e socioeconômicas, podendo ser ofensivas em algumas situações, assim como no Brasil.

Niggga – Prefira Afro american

O que no Brasil é um termo carinhoso em algumas regiões, “nego/nega”, dependendo da situação e do nível de intimidade, a palavra “nigga” é referida como the n word e não deve de forma alguma ser utilizada. Não importa se há intimidade, se você está em um círculo de amigos e assim por diante, essa palavra é considerada ofensiva e causa total desconforto nos Estados Unidos.

nigga

Mesmo que essa palavra seja utilizada em músicas e filmes, é parte de um determinado recorte cultural do qual não pertencemos. Portanto, para se referir aos negros de forma geral, os americanos utilizam a palavra black ou dark, dependendo da situação e afro-American, assim como no Brasil é utilizada em situações mais formais.

Indian – Prefira Native American

Algo parecido acontece com o termo Indian (índio) que também é considerado ofensivo por razões históricas, sendo preferível utilizar native American (nativo americano), simbolizando as raízes dos primeiros habitantes do país.

Fat – prefira overweight ou cubby

Outra palavra que deve ser evitada é fat (gordo/gorda), de forma muito parecida com o que acontece no Brasil, essa palavra pode ofender e ser incômoda. A palavra overweight (acima do peso) pode ser utilizada em situações mais formais e chubby (cheinho/cheinha) em situações informais onde há mais intimidade.

Calm Down – Prefira somente “be calm” ou “just a minute”

A expressão calm down (calma), muito utilizada no Brasil em situações em que pedimos para alguém esperar por algo de modo informal, não é bem aceita nos Estados Unidos, sendo utilizada somente quando a pessoa está com muita raiva, muito nervosa.

O mesmo acontece com um gesto comum para os brasileiros, o de abanar o dedo com intenção de não. Nos Estados Unidos esse gesto não quer dizer simplesmente não e só é utilizado para repreender de forma muito forte. Prefira as expressões que soam não tão agressivas, mas com mais jeito – principalmente se estiver em ambientes formais.

Lembre-se que lá, os ambientes formais são muito mais jeitosos e comportados que os brasileiros e agir com palavras que podem soar um pouco verborrágicas será necessário se não quiser soar desrespeitosa. Isso vale até para a forma com que você for se direcionar as pessoas, como preferir sempre o título e sobrenome no caso de locais que pedem formalidade. O primeiro nome só se houver intimidade.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *